Comportamento da Stripper Virtual

comportamento da striper virtual

Esta pode ser considerada a dica mais importante para a Striper Virtual em nosso site

O comportamento na hora do show é deveras significativo para o sucesso. Ele, aliás, vai separar as camgirls de sucesso das que não conseguem ganhar um bom dinheiro. Saber como se portar no FLC (free live chat), como conversar com clientes e convidados conta muito. Da mesma forma ocorre no chat privado.

Separemos então por simples tópicos como o comportamento da Stripper de webcam pode ajudá-la:

Ambiente: O local do trabalho da modelo virtual é de grande importância, chegando ao ponto que alguns sites simplesmente não permitem que a camgirl trabalhe se não estiver devidamente arrumado. Claro que não são todos os sites de shows que agem dessa forma. Mas, um lençol bem arrumado, um fundo com uma cor legal, um quadro na parede e etc. Coisas assim favorecem a um ambiente mais chamativo e agradável.

Trajes: Como a stripper de webcam se veste é também muito significativo. Não se deve subestimar os clientes nem o trabalho. Escolher qualquer roupa não é uma decisão inteligente. E novamente frisamos que ha alguns sites que reclamam da roupa escolhida pela camgirl. Por isso, um top bonito, uma lingerie mais atraente vale a pena.

Comportamento: Aqui talvez o principal dessa sessão. O comportamento da striper em sua essência deve ser como se fosse a mulher mais feliz do Mundo. Sim, sempre sorridente, dançando, se mexendo ou seja, chamando a atenção do cliente. Nada de ficar de cara feia, reclamando da vida ou parada feito estátua esperando alguém chamar para o privado.

Idiomas: Caso a modelo de webcam esteja a trabalhar em um website estrangeiro, é óbvio que irá encontrar clientes que falam outros idiomas e principalmente o inglês. Então como a striper deve se portar nessa situação caso ela só saiba o português? primeiro devemos lembrar que o sexo-virtual é uma linguagem mundial, em outras palavras, ás vezes nem é preciso falar muito. No entanto, haverá muitos clientes que adoram conversar E alguns, acreditem ou não, irão só querer isso. Por isso a modelo deve escolher um site que tenha um tradutor automático ou usar um tradutor como o Google tem. Ou ainda, procurar um website de língua portuguesa.

Horários: Mesmo sabendo que não existe isso de ter obrigação de horário para a stripper virtual trabalhar, com o decorrer do trabalho ou carreira será necessário seguir alguns horários. Principalmente quando tiver que encontrar online com um cliente especial (que gasta bastante dinheiro com a camgirl).

Levar a Sério: A modelo virtual deve ter perseverança e saber que cada dia é um dia. Precisa ser paciente, pois haverá dias bons e dias ruins. Dias para se fazer R$300 e dias para se fazer R$30. Algumas camgirls acham que vão entrar ficar 30 minutos e ganhar uma bolada. Infelizmente não é assim. É trabalho duro, no entanto, escolher o site certo faz uma grande diferença.

Contato com Clientes: Saiba que a striper virtual preparada não deve perder contato com seus clientes e principalmente os “especiais” ( que mais gastam dinheiro com ela). Normalmente o site de shows tem todo um mecanismo para que a camgirl mantenha contato com o cliente enviando mensagens através de endereços de email do próprio site de shows. Além disso, a modelo esperta entende que é necesário um Twitter profissional para ela e, se possível, um Facebook também.

pic credit – MS cliparts